De acordo com Giornale di Sicilia, Uma funcionária do MSC Grandiosa testou positivo para Covid-19. cidadã israelense, estava assintomática e foi transferida ontem do porto para uma instalação criada pelas autoridades de saúde e pela MSC Cruzeiros, provavelmente no Covid Hotel San Paolo, em Palermo.

f471a0451eb397f936daeb380ca48227fae3bc45 768x432 1

Ao final de um longo e abrangente protocolo de saúde e segurança que, de acordo com a MSC, “torna nossos navios seguros. Se os funcionários são estrangeiros, antes de deixar o país de origem, antes de embarcar, eles realizam um segundo exame e teste de swab, e eles embarcam no navio, e imediatamente para uma quarentena em seus aposentos por 14 dias. Terminado o isolamento, antes de deixar a cabine são submetidos a um terceiro teste de swab, que em algumas horas , como aconteceu ontem com a cidadã israelense, confirma ou descarta o diagnóstico inicial. Todos os membros da tripulação passaram por medidas de rastreamento de saúde igualmente rigorosas, que incluíram três testes COVID-19 em várias fases, bem como um período de isolamento antes de iniciar seu deveres. ”

PROPAGANDA 

De acordo com o site de rastreamento de navios, Marine Traffic MSC Grandiosa partiu de Palermo, ontem à noite, por volta das 19h30, e está navegando para seu próximo destino, o porto de Valletta, Malta, com previsão de chegada em 11 de setembro.

O MSC Grandiosa é o primeiro grande navio de cruzeiro a zarpar no Mediterrâneo em quase cinco meses após o Lockdown pandêmico da Itália. Os cruzeiros MSC implementaram protocolos de saúde rígidos, bem como testes de COVID-19 para todos os passageiros e tripulantes, o que, até agora, resultou em 3 viagens concluídas com êxito

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
RECEBA GRATUITAMENTE NOSSAS PUBLICAÇÕES, NOTICIAS E PROMOÇÕES EM SEU EMAIL

1 COMENTÁRIO

DEIXE SUA OPINIÃO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui