Os tripulantes que estão a bordo de um navio da Hurtigruten apresentaram hoje um resultado positivo para o COVID-19, segundo vários jornais da Noruega. Nordlys relata que os membros da tripulação trabalham no navio de cruzeiro da expedição Hurtigruten, o MS Roald Amundsen, que supostamente navegou recentemente para Svalbard com cerca de 200 passageiros. O navio Hurtigruten está atualmente localizado no cais em Tromsø, na Noruega, depois de chegar ao porto nesta manhã.

hurtigruten 0302

A empresa cancelou o cruzeiro

A empresa cancelou o cruzeiro que estava programado para navegar hoje para o arquipélago de Svalbard, e estava programado para chegar a Longyearbyen no dia 4 de agosto. A empresa também disse que entrou em contato com “todos os passageiros que estavam a bordo das últimas viagens do navio para fornecer informações e passar as orientações das autoridades”

PROPAGANDA 

Pelo menos dois dos funcionários do navio estão hospitalizados no Hospital Universitário no norte da Noruega, depois de terem sido isolados há alguns dias devido a outra doença. A Hurtigruten alega que o teste COVID-19 fazia parte do teste “rotineiro” de seus tripulantes. Nega que esses membros da tripulação tenham apresentado sintomas de COVID-19. A Hurtigruten não divulgou a natureza das doenças ao público.

A companhia afirma que todos os 160 tripulantes a bordo serão testados.

A empresa não divulgou se esses tripulantes foram testados anteriormente, em casa ou imediatamente antes de ingressar no navio ou depois de embarcar no navio. A empresa não divulgou nenhum detalhe do trabalho dos funcionários ou se eles entraram em contato regular com os hóspedes que estavam anteriormente no navio.

O Hospital Universitário do Norte da Noruega (UNN) divulgou um comunicado à imprensa indicando que os dois membros da tripulação hospitalizados são “estrangeiros”.

Esta notícia terrível segue dez tripulantes da AIDA testando positivo na semana passada. Hoje, o jornal norueguês VG News relata que os navios de cruzeiro da AIDA, que estavam planejados para desembarcar em Stavanger no final de agosto, não terão permissão para desembarcar passageiros em terra. O Grupo TUI, que gerencia as operações da frota Mein Schif, admitiu que pelo menos cinco tripulantes deram positivo para o COVID-19.

PROPAGANDA 

O maior jornal da Noruega escreveu que o hospital “A UNN escreveu no Twitter que quatro funcionários com cidadania estrangeira em Hurtigruten foram admitidos no hospital com um comprovado covid-19. Dagbladet relata que 337 pessoas foram colocadas em quarentena. 177 são passageiros e 160 são tripulantes. ”

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
RECEBA GRATUITAMENTE NOSSAS PUBLICAÇÕES, NOTICIAS E PROMOÇÕES EM SEU EMAIL

DEIXE SUA OPINIÃO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui